quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013

Álvaro Castro '2011 (Branco)

Encruzado, Malvasia Fina e Cercial, fermentou devagar, com bâtonnage. Floral e limonado, todo ele em tons brancos e amarelos, campestres, e um bocadinho de baunilha a perfumar, que lhe fica bem, embora não pertença ali. Fresco, mineral, de porte mediano, toque vagamente untuoso, limpo e agradável mesmo após algum tempo à mesa, a temperatura um pouco acima do ideal. Simples e sólido. Para o preço, está muito bem.

Acompanhou um risotto de pimento vermelho, singelo, quase pobre, e que agradou muito. Fez-se da seguinte forma: refogou-se uma cebola, picada, com uma folha de louro e um dente de alho. Juntou-se então arroz arborio, que se deixou ambientar ao refogado, mexendo sempre, sem deixar escurecer. Depois, um pouco de vinho branco, até praticamente ter evaporado, e caldo de legumes, uma concha de cada vez, mexendo sempre. Perto do ponto, o pimento cortado em tiras, sem casca, e sal, malagueta seca e paprika.

5€.

15,5