segunda-feira, 30 de junho de 2014

Milflores '2013 (Branco)

Peso-médio de muito boa presença na boca, fresco, firme, essencialmente floral e (já cá faltava) mineral. Conta coisas sobre a terra às vezes fria de onde vem.

E tem uma imagem porreira, tanto que podia ser (mas não é) uma invenção de marketing.

Na mesma manhã, gostei mais dele com salmão fumado que com um patê do mesmo.

Riojano jovem, engarrafado sem estágio, este vinho foi produzido a partir da casta Viura pelas Bodegas Palacio, de Laguardia, Álava.


5€.

15,5

domingo, 22 de junho de 2014

Adega Cooperativa de Borba — Reserva '2011

Edição recente do já histórico rótulo de cortiça. Feito com Aragonês, Trincadeira, Castelão e Alicante Bouschet de vinhas velhas, foi engarrafado após estágio em barricas de 3º e 4º ano.

A S não gostou. Horrível. Agressivo e vazio, como o PB. Ora, discordo. Aparte o ataque, apesar do corpo a dar para o grande, pareceu-me bastante equilibrado. E vivo, cheio e capitoso.

Ou seja: de alguma forma, consigo valorizar certas coisas que ele mostra como peculiaridades advindas de um carácter forte, coisas pelas quais seria inevitável penalizá-lo se em vez disso preferisse acreditar que constituíam defeito. Que diferença faz um pouco de fé! :)

Encontrei-o mais redondo e guloso ao segundo dia, com passas e chocolate.

9€.

15,5

sábado, 14 de junho de 2014

Justice — †

† lê-se Cross. Cruz.

E parece que a segunda faixa,
D.A.N.C.E.




é inspirada por / dedicada a Michael Jackson.

domingo, 8 de junho de 2014

Casa Santos Lima — Chardonnay '2012

O produtor diz que as uvas que lhe deram origem vieram de uma encosta soalheira de solo muito calcário, com frequentes vestígios de fósseis marinhos. Elaborado pelo processo de bica aberta, foi parcialmente fermentado em carvalho.

Primeiro, e certamente por estar mais frio, mostrou-se (de facto) bem calcário e vegetal, de tal forma que a dada altura parecia apenas trazer pêssegos amarelos, de polpa bem dura, a representar a fruta.

Depois, previsivelmente, foi ficando um pouco mais tropical, apesar de, a meu ver, nunca doce. E da untuosidade suave que é característica dos bons exemplares da casta, com boa vontade, apenas vislumbres.

Será que sobrevalorizo o Chardonnay gordo, com madeira?

3€.

14,5